Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



03
Ago15

(Des) Organização

por Doc

Os último ano, até ao final de Junho, foi caótico. Desde o nascimento do meu filho, até terminar a tese, passando por sete meses de um trabalho que não resultou, a minha vida foi um caos de desorganização doméstica. À parte das coisas obrigatórias, como comida e roupa lavada, todas as pequenas coisas, pequenas arrumações, destralhanço de gavetas e armários, tudo foi posto em pausa. O problema é que estas coisas se foram acumulando, e agora, apesar de estar em casa desempregada está a ser difícil pôr tudo em dia. À vezes pergunto-me como é que algumas pessoas parece que têm dias que duram 48 horas e conseguem fazer tudo e ainda descansar, e a mim os dias parece que têm 12 horas?!

Estive a meditar e acho que cheguei a várias conclusões. Nem todas elas abonam a meu favor, confesso, mas ao menos acho que consigo perceber o que tenho de melhorar, ou aprender a conviver com esses pequenos pormenores que não me deixam ser a dona de casa perfeita.

1. Dormir. É inevitável. Não sou daquelas pessoas capazes de se levantar às 6 da manhã, ir ao ginásio e ainda voltar a casa com todos a dormir, despachar umas poucas de tarefas da casa e só depois acordar o resto da casa. Não. Eu gosto de dormir. E pior ainda, demoro imenso tempo a acordar. Gosto de estar na ronha a tomar o pequeno almoço e depois é que começo a mexer (devagarinho). Isto quando estou em casa, claro. Já tentei (aliás, tento quase todos os fins-de-semana) pôr o despertador para fazer alguma coisa antes dos homens acordarem, mas acabo sempre por o desligar e voltar a adormecer. Não gosto nada de ser assim, isto rouba-me imenso tempo, mas o meu corpo não reage assim tão cedo.

 

2. Acumulação. É verdade que este ano foi um ano muito especial, sem tempo para nada, e por isso tenho tudo acumulado, o que faz com que demore muito mais tempo a despachar tudo. Mas já fiz promessa que quando acabar vou manter para não voltar a deixar acumular. O problema agora é mesmo "desacumular".

 

3. Perfeição. Sou um bocadinho picuinhas e perfeccionista. Ok, isto pode jogar a meu favor. Mas tem um lado perverso. Quando penso que no tempo que tenho no momento não vou conseguir terminar uma tarefa com a perfeição que quero, muitas vezes nem a começo. Isto vê-se especialmente no destralhar de gavetas e armários. Neste momento já está melhor e só me falta a divisão pior que é o escritório. Espero tratar disso durante esta semana.

 

4. Inércia. Sim, eu sei que enquanto estive a escrever este texto podia ter feito este mundo e o outro. Mas só que não. Tenho o puto a dormir, e barulhos e luzes é tudo o que não preciso. O escritório é colado ao quarto dele e mesmo que não queira sempre faço algum barulho. "Ah, mas ele não acorda". Provavelmente não. Mas sinceramente, não me apetece testar.

 

Tenho inveja daquelas donas de casa perfeitas que têm sempre tudo limpo e arrumado e ainda conseguem fazer compotas e pão e comidas super elaboradas, e cabazes de coisas para oferecer, e costurar,e correr, e ser voluntárias numa qualquer causa nobre.... a mim o tempo parece sempre fugir-me!!! Mas pronto eu já me conformei. Nunca serei a dona de casa perfeita, e tenho que aprender a viver com isso. Mas sempre lutando para melhorar :)



foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2016
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2015
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ